Festival de Gastronomia do Maranho foi um sucesso

09-06-2014 11:42

 

Edição deste ano recebeu mais de dez mil visitantes e contou com 93 expositores. 14 produtores mostraram porque o Maranho é rei por estas paragens.

A quarta edição do Festival de Gastronomia do Maranho, que terminou no passado dia 13 de Julho, recebeu mais de dez mil visitantes, um número que o presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Farinha Nunes, diz ser “revelador do sucesso que este evento tem vindo a verificar ao longo das últimas edições”.

O certame que se estendeu por três dias, na Alameda da Carvalha (Sertã), registou a presença de 93 expositores, dois restaurantes e seis tasquinhas. Entre os expositores contavam-se 14 produtores de Maranho e diversas empresas ligadas à área agro-alimentar (charcutaria, queijo, mel e vinhos), ao artesanato (bordados, tapeçaria, tecelagem, estanho, cestaria, latoaria, cutelaria, cerâmica, vidro e metais), à doçaria (Cartuchos de Amêndoa de Cernache do Bonjardim, Filhós, Coscoréis, merendas doces e as Bonecas de Palhais) e à fileira florestal (associações florestais, produtores e transformadores de madeiras). Referência também para a presença de diversas câmaras municipais, do Turismo do Centro de Portugal, da Pinhal Maior, da Casa da Comarca da Sertã, dos diversos estabelecimentos de ensino do concelho e da Inser – Incubadora da Sertã.

José Farinha Nunes realça “o dinamismo evidenciado” pelo Festival de Gastronomia, que “funcionou como elemento potenciador de uma série de actividades económicas, que de outra maneira não obteriam esta exposição pública. O Maranho foi a âncora principal deste evento e deve ser entendido por todos como um produto que poderá alavancar toda uma actividade económica”. O autarca lembrou ainda que o sucesso do festival não se esgotou apenas no seu recinto: “No fim-de-semana do Festival de Gastronomia, as nossas unidades hoteleiras estiveram esgotadas, os restaurantes cheios e o comércio tradicional funcionou a todo o gás. É difícil pedir melhor!”.

Este evento teve também um importante cariz cultural. Além da divulgação do Maranho em todas as suas vertentes, foi dado destaque à promoção das tradições sertaginenses, com representações ao vivo do ciclo do linho, do pão e produção de aguardente de medronho. A actuação das filarmónicas, ranchos folclóricos e bandas do concelho foi outro dos pontos altos do festival, que teve na fadista Mafalda Arnauth o nome mais sonante do cartaz.  Para o próximo ano, a Câmara Municipal da Sertã “quer fazer mais e melhor”, como asseverou José Farinha Nunes. O edil diz que a quinta edição está já a ser preparada e que se podem esperar algumas surpresas.